Rua Pe. Martinho Pinto da Rocha São Tomé, São Tomé e Príncipe
+239 2223455

Melhores dias virão para o sector da Saúde em São Tomé e Príncipe

Ministério da Saúde de São Tomé e Príncipe esta a criar nova  estratégias para melhoria do sistema de saúde no país, quem garante é o diretor geral do Hospital Dr. Aires de Menezes
Hospital Dr. Ayres de Menezes

Melba de Ceita (26/02/2019). Em alusão ao dia mundial dos doentes que se comemorou recentemente na entrevista concedida aos nossos microfones o Director Geral do Hospital Aires de Menezes, , garantiu que o Governo está a criar novas medidas para a melhoria de Saúde no País.

O dia mundial dos doentes foi institucionalizada em 11 de fevereiro de 1992, com o objetivo de apelar à sociedade e à comunidade mundial por melhores condições de tratamento e atenção às pessoas doentes, seja nos hospitais, postos de saúde ou mesmo em casa, por iniciativa do Papa João Paulo II.

E segundo a OMS, a definição de doença é um bem estar físico e social e não apenas a ausência de enfermidades.

Como profissional e com largos anos de experiência e também conhecendo os caminhos para melhoria do sistema, o médico Pascoal da Apresentação acredita que estão capacitado para levar a bom porto o sistema de saúde no País.

O director garante que a melhoria da doença é prevenir precocemente a mesma, assegura que é preferível a prevenção do que a cura e a prevenção está ligada aos cuidados primários da saúde.

Prosseguindo aquele responsável assegura que há uma grande aposta nos cuidados primários da saúde por parte do Ministério e também dos profissionais da saúde como forma de prevenir precocemente as doenças minimizando as despesas tanto para doente como para o Ministério.

No que toca às críticas que o sector da saúde tem tido, aquele responsável recorda os esforços feitos pelos profissionais, e pede aos cidadãos que regule as suas exigências e respeite as normas dos serviços hospitalares.

Comparativamente aos outros anos, quanto ao número de profissionais que prestam serviços médicos no país o Pascoal da Apresentação garante que houve melhorias.

Estatisticamente cerca de 200 doentes estão sob cuidados médicos com prevalência maior para os doentes crónicos e psiquiátricos.