Rua Pe. Martinho Pinto da Rocha São Tomé, São Tomé e Príncipe
+239 2223455

III Domingo do Tempo Comum – Domingo da Palavra de Deus

No próximo dia 26 de janeiro, III Domingo do Tempo Comum, será celebrado o primeiro Domingo da Palavra de Deus, instituído pelo Papa Francisco.
Com a inserção temática na Liturgia do III Domingo do Tempo Comum, a Palavra de Deus é evidenciada em modo celebrativo/comunitário em todo o orbe cristão. O
Frei Manuel Évora Ramos ajuda-nos, nesta reflexão, a perceber a importância e a centralidade da Palavra de Deus na nossa vida e na vida da Igreja.

Bom seria que cada cristão pudesse valorizar a Palavra também pela leitura da Bíblia que desperta a fé, abre à esperança e impele ao amor.

 

Frei Manuel Évora Ramos, OFMCap | Paróquia de Santa Cruz dos Angolares

O nº 21 da Constituição Dogmática sobre a Revelação Divina diz-nos que a Igreja sempre venerou as Sagradas Escrituras como venera o próprio Corpo do Senhor e considerou-as, juntamente com a sagrada Tradição, como regra suprema da fé. A Igreja indica como necessário que toda a pregação eclesiástica, bem como a própria religião cristã se alimentem e se orientem pela Sagrada Escritura.

Que as Sagradas Escrituras sejam alimento e devam ocupar um lugar central na vida da Igreja e de cada cristão está bem claro na citação que acabamos de fazer.

Assim como todo o ser vivo tem necessidade de se alimentar para viver, assim também todo o cristão precisa do alimento da palavra de Deus para viver e ser anunciador dessa mesma Palavra.

Se o corpo de Cristo comunga-se pela boca, a palavra da Escritura comunga-se pelos ouvidos. Alimentar-se da Palavra, requer-se, antes de mais, a sua escuta atenta, tendo-a como prioridade e centro da vida do Cristão, não esquecendo a sua leitura orante. E escutar a palavra de Deus é escutar o próprio Cristo, palavra de Deus por excelência, Verbo eterno. A esse respeito, São Jerónimo já dizia que desconhecer as Sagradas Escrituras é desconhecer o próprio Cristo.

O Cristão, alimentado da palavra de Deus que desperta a fé, é orientado a vivê-la em todas as dimensões da sua existência, pondo em prática a palavra escutada, sendo sal da Terra e luz do Mundo.

A palavra escutada posta em prática na minha vida desafia-me ao anúncio da mesma aos outros, pois esta Palavra de Deus enche-nos, preenche-nos e transvaza. O anúncio da Palavra acontece antes de mais pelo testemunho pessoal: a Palavra de Deus que fala em mim, cujo testemunho mais eloquente espelha-se no amor: amar como Cristo nos amou. (Cf. Jo 13,34)

Bom seria que cada cristão pudesse valorizar a Palavra também pela leitura da Bíblia que desperta a fé, abre à esperança e impele ao amor.

___________

Sugestão: A Comissão Bíblica Diocesana sugere que na Procissão de Entrada se levasse a Sagrada Escritura/Leccionário com dois cartazes: Leitura da Palavra / Escuta da Palavra e que na homilia se tocasse pelo menos nesses dois aspectos.