Rua Pe. Martinho Pinto da Rocha São Tomé, São Tomé e Príncipe

15ª Semana – Segunda-feira – T.C.

C51FF933-C295-464B-BE1C-7C8875EDEA9C

Mt 10,34-11,1

Não vim trazer a paz, mas a espada”.

 

Se colocarmos esta frase fora do seu contexto, podemos correr o risco interpretá-la mal. Mas a espada que veio trazer Jesus é a sua Palavra, a Palavra de Deus.

Ela é uma espada, “viva, eficaz e mais penetrante que qualquer espada de dois gumes” (Hb 4,12);  a sua lâmina entra na ferida e a cura.  É uma espada, não um sedativo, nem uma camomila ou um ornamento inútil.

Se a Palavra não atinge a profundeza do nosso coração, a fé entra em colapso, torna-se hábito e definha.  Daí que podemos participar todos os dias na Santa Missa, não haverá nenhuma repercussão da Palavra na nossa vida cristã, e esta última se vai murchando, sem gerar a santidade. Seremos crentes movidos pela tradição e ancorados no dever, sem pelo menos enxergar o amor… 

Caríssimos, é necessário lutarmos constantemente contra o velho que vive dentro de nós (cf. Ef 4,22-24).  A espada corta os galhos secos;  dá espaço a novos rebentos e produz frutos maduros, restituindo a Deus a sua primazia na nossa vida, remetendo pra depois os laços familiares e afectivos – “ama o pai ou a mãe mais do que a Mim, não é digno de Mim; … ama o filho ou a filha mais do que a Mim, não é digno de Mim”, – que se tornam assim a nossa cruz no seu seguimento.

A espada trazida por Jesus, no entanto, não é a dos violentos.  E Ele não segura a espada da justiça para condenar os pecadores, mas para cuidar deles;  uma obra que será concluída, como sabemos, na cruz.

Ele não tem outra arma senão a da Palavra.  Com ela, expulsou, expulsa e expulsará os demónios; curou, cura e curará; e perdoou, perdoa e perdoará: tudo com a Palavra, nada sem a Palavra.

A mesma Palavra separa aqueles que a acolhem daqueles que não a acolhem;  aqueles que a escutam e a põem em prática daqueles que a escutam e não a põem em prática.

Pois, “assim também acontece com a minha palavra: Ela sai da minha boca e para mim não volta sem produzir seu resultado” (Is 55,11).  A Palavra de Deus cura, caríssimos!

Que o Senhor abençoe a nossa Pátria, São Tomé e Príncipe…!

Boa meditação e bom início da Semana, caríssimos. JB

Deixe um comentário