Rua Pe. Martinho Pinto da Rocha São Tomé, São Tomé e Príncipe

16ª Semana – Quinta-feira – T.C.

EBF38AA3-F9D0-4D3C-9858-1D1B2C319587

Santa Maria Madalena (festa)

Jo 20, 1-2.11-18

Disse-lhe Jesus: ‘Maria!’

 

Indicada por João como a primeira testemunha do Ressuscitado, Maria Madalena é uma das figuras femininas mais intrigantes e fascinantes do Evangelho.

Ao lado de Jesus, nos bons e nos maus momentos, ela está sob a Sua cruz com Maria, a mãe, com Maria de Cleofas e João, o discípulo amado.

Mulher de coragem, é, para nós, modelo de amor ardente, fiel, reverente, um amor que não sabe e não quer estar longe d´Aquele que ama e que O procura mesmo depois da morte.

Jesus morreu. Porquê, no “primeiro dia da semana, Maria Madalena foi de manhãzinha, ainda escuro, ao sepulcro”?  Diz o livro de Cântico dos Cânticos: “procurando aquele que o meu coração ama” (Ct 3,2). Ela precisa tocar o corpo de Jesus, sentir ainda a sua presença de alguma forma.

Tudo terminou.  Porquê Maria? Porque ela pertencia a Ele e o seu coração estava sempre com Ele. E onde Ele estava, estava também o seu coração, isto é, ela, n’Ele, ajuntou os tesouros no céu, portanto, onde estiver o seu tesouro, aí estará também o seu coração (cf. Mt 6, 19-21).

E “os Anjos perguntaram a Maria: ‘Mulher, porque choras?’”. É em vão a tentativa deles de consolá-la. Chora, chora, chora, Maria Madalena! Pois, o amor derrama lágrimas de alegria ou dor.  Sofrendo, ela vai a busca do Senhor: “levaram o meu Senhor e não sei onde O puseram”.

Maria Madalena é a única que chora por Jesus!  Pedro também verterá lágrimas, mas pelos seus pecados;  ele não chora por Jesus, mas por si mesmo, por ter traído o seu Amigo.

Jesus deixa que seja purificado o humano de Maria, e da sua dor possam surgir questões sobre o “porquê” da cruz.  Só depois Ele intervém e se apresenta, chamando-a por nome: “Maria”.

Maria!”: é uma nova chamada.  Agora Maria amará Jesus de outra maneira, com um amor que nunca morrerá porque perfuma a eternidade.  Ela está em Cristo, é uma nova criatura, sendo assim, como Paulo dirá, “doravante, não conhecemos ninguém à maneira humana” (2Cor 5,16).

Santa Maria Madalena, rogai por nós.

Boa meditação, caríssimos. JB

Comments (1)

obrigado pela proposta de reflexão

Leave a comment