Rua Pe. Martinho Pinto da Rocha São Tomé, São Tomé e Príncipe

27ª Semana – Sábado – T.C.

CD275264-6A46-4CE4-808A-35474426AEB8

Lc 11, 27-28

… Feliz Aquela que Te trouxe no seu ventre…

 

É o coração de mãe que levanta a voz na multidão, interpretando os sentimentos de todos.  O seu elogio desperta grande emoção. Pois, como mulher, sente uma inveja sagrada pela Mãe de Jesus, sortuda por ter um filho tão especial.

Jesus, sem se envolver muito, acrescenta a palavra da mulher e responde: “mais felizes são os que escutam a palavra de Deus e a põem em prática”. E com esta afirmação, o Senhor nos faz notar que a grandeza aos olhos de Deus não reside nos dons e privilégios que nos foram concedidos, mas na resposta que damos a Ele, com as nossa vida no quotidiano .

Maria sim, com o seu Sim, ela deu resposta a Deus, evidenciando a sua grandeza ao se abrir de forma incondicional ao projeto de Deus sobre ela. E a respeito disto, Bento XVI dizia: “Jesus manifesta a verdadeira grandeza de Maria, abrindo assim também a cada um de nós a possibilidade daquela bem-aventurança que nasce da Palavra acolhida e posta em prática” (exortação ap. Verbum Domini, ‘sobre a Palavra de Deus na vida e na missão da Igreja’, n. 124, de 30.09.10).

Daí que Maria se identifica como modelo de quem escuta, conserva consigo a Palavra e a põe em prática na vida.  Mas ela é também o modelo de quem medita ou reflete sobre a Palavra de Deus.

Eis aqui o que somos convidados a fazer em relação à Palavra: escutar, conservar, meditar e pô-la em prática. A qualidade de nossa vida, como cristãos, dependerá de até que ponto conseguirmos reunir essas quatro condições para tornar fecunda a Palavra de Deus em nós.

Agradeçamos ao Senhor por nos ter dado Maria, sua Mãe, como nossa Mãe para nos ensinar a ser seus discípulos. Que na escola dela possamos aprender a acolher a Palavra e a torná-la nossa, para que se faça carne em nós como se fez nela.

Boa meditação e bom fim de Semana, caríssimos. JB

Deixe um comentário