Rua Pe. Martinho Pinto da Rocha São Tomé, São Tomé e Príncipe

CONCLUSÕES E RECOMENDAÇÕES DA II ASSEMBLEIA ORDINÁRIA 2021 DA CEAST

244768993_3124128967808317_9182917889263520766_n
1) Empenho de todas forças vivas da Igreja no sínodo convocado pelo Papa Francisco.
2. Na análise da situação do País, os Bispos constataram:
● O aumento dos níveis de insegurança um pouco por todo País;
● A fome provocada pela longa estiagem e a consequente falta de alimentos, sobretudo no Sul do Pais;
● O crescimento da tensão pré-eleitoral, sobretudo entre os dois grandes partidos do País;
● A perda da confiança nas instituições judiciais derivada da evidente interferência política em determinadas decisões o que não abona para o estabelecimento de Estado democrático e de direito;
● A crescente inflação que diminuiu o poder de compra dos cidadãos.
3) DIANTE DESTAS CONSTATAÇÕES, RECOMENDAM;
● Que se melhore o discurso político para se garantir a paz, segurança e harmonia entre os cidadãos;
● A melhoria da capacidade de resposta dos orgãos policiais com meios que permitam melhor mobilidade e estímulos para os agentes;
● Que se declare o estado de emergência no Sul do País para permitir a ajuda da comunidade Internacional; que o PIIM priorize o programa de combate à fome e à pobreza;
● Que haja um grande esforço de salvaguardar o Estado Democrático e de Direito, mantendo a independência do poder Executivo, Legislativo e Judicial.
Luanda, 11 de Outubro de 2021.
Os Bispos Católicos de Angola e São tomé e Príncipe.

Deixe um comentário